Newsletter Jaci

Inscreva-se na nossa newsletter e receba no seu e-mail as melhores dicas e promoções exclusivas.


Procurar

Jaci Natural

  /  Beleza natural   /  Um manifesto para abandonar seus cosméticos brancos e monótonos
Um manifesto para abandonar seus cosméticos brancos e monótonos

Um manifesto para abandonar seus cosméticos brancos e monótonos

Texto traduzido e adaptado de Lorraine Dallmeier, Diretora da Formula Botanica

Vocês já repararam que a grande maioria dos cosméticos disponíveis pra compra nas lojas são brancos como neve? Se você for comprar um creme em alguma perfumaria ou supermercado, com certeza ele será branquinho, branquinho.

Mas você sabe porque o seu creme é branco? A única forma dele atingir a brancura padronizada a que estamos acostumados é certificando-se de que suas fórmulas contenham principalmente água, ingredientes translúcidos ou ingredientes que tiveram sua cor natural removida. Você pode pensar que seu creme de rosto é um tratamento luxuoso e nutritivo para a sua pele, mas você na verdade pagou R$ 200 por um frasco de creme facial cujos ingredientes tiveram grande parte de seus nutrientes removidos.

Removendo a cor dos ingredientes naturais

Muitos óleos vegetais são refinados, desodorizados e branqueados pela indústria de cosméticos convencional, a fim de garantir que seu creme pareça tão branco como a neve. Este processo remove alguns dos compostos químicos mais interessantes para a nossa pele – os mesmos compostos que fornecem a cor natural para muitas plantas, como carotenóides, xantofilas e antocianinas.

Depois de remover a maior parte da cor nativa dos ingredientes botânicos, a indústria da beleza usa corantes em pequenas quantidades pequenas para colorir sua formulação acabada. Estes corantes são muitas vezes artificiais e apresentam sua lista de ingredientes como “CI” (Índice de cores).

E se tudo isso ainda não soou suficientemente absurdo, considere que é ilegal em alguns países colorir suas formulações de skincare usando aditivos “não coloridos”. Certas leis de cosméticos, como as da União Européia e os EUA, exigem que você use apenas corantes aceitos de listas longas contidas nos regulamentos – muitos dos quais são ingredientes sintéticos. Em outras palavras, se você adicionar um ingrediente botânico colorido à sua formulação com o único propósito de adicionar cor, você poderia estar desrespeitando a lei em algumas partes do mundo, enquanto que outros corantes sintéticos são aceitos normalmente.

Então, o que acontece na indústria é exatamente isso: você encontra, por exemplo, produtos como hidratante corporal com óleo de açaí que são roxos. Mas o que poucos sabem é que essa cor roxa vem do corante sintético, e não do açaí, já que a cor natural do óleo de açaí é verde escuro, apesar da fruta ser roxinha. Além disso, para que o creme ficasse roxinho, provavelmente o óleo de açaí precisou ser refinado para retirar pelo menos um pouco de sua coloração verde escura. Talvez um hidratante de açaí verde não atraísse tanto visualmente, mas será que a prioridade não deveria ser fazer um produto nutritivo e verdadeiro, ao invés de só pensar no seu visual?

E não para por aí, há muitos outros exemplos. Vocês já viram a cor da manteiga de bacuri e ucuúba no estado bruto? O bacuri tem uma cor marrom bem escura, quase preta, e a ucuuba é um bege quase marrom. Para atingir o branco padrão, as manteigas passam por um processo de refino, onde a sua cor (e boa parte de seus nutrientes!) é removida. Justamente o que as torna tão preciosas. Só assim é possível que alguns cremes com bacuri e ucuúba também sejam branquinhos.

Paleta Colorida da Mãe Natureza

A indústria de beleza global tem moldado as expectativas dos consumidores por anos, condicionando-nos a escolher produtos desprovidos de cor. Os consumidores foram levados a acreditar que os cremes e loções brancas são puros e bons para sua pele. Em vez disso, quero incentivá-los a abandonar seus produtos brancos monótonos e abraçar as cores botânicas naturais em seus produtos de beleza.

Os corantes naturais são encontrados em uma multiplicidade de ingredientes cosméticos e podem ter propriedades benéficas para sua pele. A cor azul do óleo essencial de camomila alemã provém de camazuleno, um potente composto anti-inflamatório. O licopeno vermelho-alaranjado da rosa mosqueta pode combater o envelhecimento cutâneo prematuro. O betacaroteno laranja vivo do buriti é rico em antioxidantes.

Adoro óleos botânicos coloridos e os considero os ingredientes mais encantadores do universo da cosmética natural. Os tons de dourado, os âmbar escuros, os vermelhos vivos, os verdes escuros, os amarelos claros e brilhantes – os lipídios produzidos pela Mãe Natureza são surpreendentemente bonitos.

Então, perdoe-me se sou ligeiramente tendenciosa, mas fico excitada quando vejo uma formulação colorida de cosmético natural e orgânico. Eu sei que meu pote de creme botânico colorido está cheio de nutrientes da natureza, espremidos diretamente da planta. Para mim, a cor natural e inerente de uma formulação de cosmético é prova de sua autenticidade.

Abrace o arco-íris dos cosméticos

Acontece que não sou a única que se sente assim. O setor de beleza verde e orgânica está crescendo rapidamente e está repleto de formuladores que adoram criar formulações de todas as cores.

Zane Piese, fundadora da Atlantis Skincare no Reino Unido, concorda. “Eu escolho meus ingredientes por causa de sua eficácia e desempenho. Eu criei cremes em 50 tons de verde, laranja e amarelo. E adoro o resultado”.

O movimento da beleza verde engloba a potência nativa das plantas para suas propriedades benéficas, ao invés de reduzi-las a ingredientes sem alma e sem graça. Quero incentivá-lo a buscar formulações que reúnam os conceitos de poder e bem-estar das plantas, combinando extratos botânicos e química verde para criar cosméticos que nos fazem sentir felizes e saudáveis.

Na próxima vez que você for comprar um hidratante, considere se você pode comprar de uma marca natural e artesanal. Procure uma marca que não retire as riquezas botânicas de suas formulações, e ao invés disso, valoriza as cores e os nutrientes da natureza. Eu convido você a se juntar a mim e abraçar o arco-íris nos cosméticos.

 

Engenheira Química pela UFSCar, com pós graduação em Sustentabilidade pela Universidade da California em Los Angeles. Logo depois que terminou sua pós, começou a empreender na Jaci. Fez cursos de saboaria natural no Santo Sabão, se formou como aromaterapeuta pela Aromaflora e atualmente está fazendo a formação em Organic Skincare Formulation na Formula Botanica.

Comentários

  • Avatar of Daniella Kakazu

    Eliane

    Muito bom! Sou farmacêutica e doutora em química de produtos naturais. Há muitos anos vivencio essas cores nas minhas pesquisas e ensino aos meus alunos. Parabéns a vocês por escrever esse artigo.

    11/07/2019
    reply

Deixe
seu comentário

X